terça-feira, 12 de novembro de 2013

Afinal de contas, é pra temer ou é pra amar deus?


9 comentários:

  1. Livre Pensador
    -A biblia é um livro um tanto confuso.Se fosse seguir a risca teria que apedrejar meu filho as vezes.Ele é bagunceiro! rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo,a palavra temer não está relacionado a ter medo mas sim respeito,pelo o original e pelo contexto é capaz de entender como tal palavra é explicada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido anônimo. A palavra "temer" aparece 65 vezes na bíblia. A palavra "temor" aparece 270 vezes. Já "temais" aparece outras 50 vezes.
      Mas ele lhes disse: Sou eu, não temais. João 6:20
      Não temais o rei de babilônia, a quem vós temeis; não o temais, diz o senhor. Jeremias 42:11
      Em vários momentos, temer é ter medo mesmo. Só quando se refere a deus, temer é ter respeito? Conveniente, não? O que você teme?

      Excluir
  3. Nem devemos perder nosso tempo discutindo com ateus, sempre vão achar um jeito de negar Deus mesmo que a verdade esteja estampada em suas caras. Mesmo que tantas profecias estejam se cumprindo e tantas milagres acontecendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Nem devemos perder nosso tempo discutindo com ateus"
      - Por que não?
      - E com judeus?
      - Se vc for católico, e com evangélicos?
      - Se vc for evangélico, e com católicos?
      - E com espíritas?
      - E com muçulmanos?
      - Não vai discutir com ninguém? Depois eu é que sou o ignorante...

      "sempre vão achar um jeito de negar Deus"
      - Até que sua existência seja comprovada, pelo menos.

      "mesmo que a verdade esteja estampada em suas caras."
      - Mas qual é "a verdade"?

      "Mesmo que tantas profecias estejam se cumprindo"
      - Quais profecias? Cite-as.

      "e tantas milagres acontecendo."
      - E quem disse que, se estão acontecendo, são obra do seu deus?

      Excluir
  4. Faz assim querido... Quando vc morrer, saberá se Deus existe ou não. E se Ele existir vc ta ferrado kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade você está falando da Aposta de Pascal, já refutada várias vezes. Confira nos links:
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Aposta_de_Pascal
      http://ceticismo.net/ceticismo/a-aposta-de-pascal/
      https://www.youtube.com/watch?v=xu6PGFFzPes
      http://www.revista.vestibular.uerj.br/coluna/coluna.php?seq_coluna=70
      http://tenhaumatoalha.wordpress.com/2013/05/16/a-aposta-de-pascal-refutada/
      Boa leitura!

      Excluir
  5. Faz assim querido... Quando vc morrer, saberá se Deus existe ou não. E se Ele existir vc ta ferrado kkkk

    ResponderExcluir
  6. Só Frisando, conheço vários Ateus Santos como Stephen Hawking, e o problema principal, é a questão da definição de Deus, o que é Deus? tenho certeza que não é um velho barbado com raiva, este talvez seja o criador deste pequeno Universo, enfim veja uma História que o Buddha nos contou. Certo dia um homem veio ao Buda e lhe perguntou deus existe? ele respondeu não. No mesmo dia outro homem lhe perguntou, deus existe? ele respondeu sim claro!veio então um terceiro homem e lhe fez a mesma pergunta, buda simplismente não respondeu, o homem sentou com ele e começou a meditar... depois de um tempo, eureca!!! achei a resposta!! e saiu contente, feliz, como se o segredo de sua vida foi lhe mostrado. O dissipulo de buda entretanto, ficou confuso, o senhor deu respostas diferentes para mesma pergunta mestre, isso não é contradição? Buda respondeu, não, pois o preimeiro homem era um teísta e queria que eu comprovasse sua crença, o segundo um ateu, que queria que eu comprovasse sua não creça, mas o terceiro realmente achou a resposta pois ele procurou no lugar onde ela sempre esteve, dentro de você mesmo...
    que as palavras do Buddha possam aquietar seus corações, pois a existência de deus ou seja la o que ele for não importa para você, o que realmente importa, e o bem que pode fazer por outro ser vivo, o amor que podes gerar sendo você tambem uma vida, e a paz que pode levar a corações confusos com tanta confusão.

    ResponderExcluir

Regras de uso:
1) Desde que não tenha palavrões, ofensas ou propagandas, nenhum comentário será apagado;
2) Diga primeiramente qual fé religiosa você professa (ateu, agnóstico, católico, evangélico, budista, judeu, muçulmano, etc) para facilitar a interpretação do seu texto;
3) Tente manter a discussão no nível das ideias. O objetivo é compreender (não necessariamente aceitar);
4) Obrigado por participar!