quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Bandido bom é bandido morto?

"Jesus passou a vida arrumando treta por questões sociais. Defendeu assassino, ladrão, puta, pobre e leproso.

Juntou uma galera pra defender a causa. Começou a fazer barulho. Conquistou o desafeto da classe média e da elite (ponto pro cara).

Considerado subversivo, foi preso pelo Império.

A classe média pedia pena de morte, mas o crime não a justificava. Pôncio Pilatos jogou o b.o. pra Herodes. Herodes se ligou na mesma coisa e devolveu o b.o..

Pilatos deixou pra galera decidir. Bem pensado, porque desde aquele tempo, o povo já tava cheio de dateninha linchador.

O cara foi executado ouvindo piadinha de justiceiro.

E não foi morto "entre" bandidos. Foi executado pelo Estado COMO bandido - subversivo, que de fato era.

Enfim, o messias cristão foi um sujeito engajado em questões sociais, executado como bandido pelo Estado sob os aplausos dos justiceiros.

Então, Jesus, se você estiver lendo isso e pensando em voltar, fica esperto.

Essa "gente de bem"

Post original aqui.

18 comentários:

  1. Leonardo
    Ateu.

    Pois é anônimo.
    Tb me pergunto rsrrsrs.

    ResponderExcluir
  2. Vai voltar sim,com honras e glorias,cuidado

    ResponderExcluir
  3. Vai voltar sim,com honras e glorias,cuidado

    ResponderExcluir
  4. sou um agnóstico e percebi que você não é ateu é um anticristo

    ResponderExcluir
  5. Cristãos... coisinha mais gut gut.

    ResponderExcluir
  6. Os ateus são iguais os evangélicos neo pentecostais só muda a crença os dois acham que tem resposta pra tudo e que só eles estão certos se vc quer ser ateu ótimo vai ser feliz e se você quer ser religioso ótimo também vai ser feliz. Galera um vive alfinetando o outro e não vai mudar nada essas atitudes de vcs . a gente só usa 10% da capacidade cerebral e tem muita coisa gente evoluir ao invés de ficar desrespeitando o outro . a ciência não provou que não existe um deus ela fala que não teve provas o suficiente da existência. E se vc parar pra pensar a nível de universo nós não existimos também agora se existe ou não isso eu não sei pra mim não vai mudar nada todos vamos viver e um dia morrer como todos agora ficar desrespeitando quem acredita isso eu não sei se é legal Ateu se vc não acredita ótimo vai ser feliz Galera tem um monte de outras coisas pra gente se preocupar ! A gente tem que pararde discutir consciência religiosa ou ateia e começar a discutir consciência humana e tentar mudar muita coisa tem um monte de gente morrendo por guerras seja ela religiosa ou não tem um monte de outras coisas pra gente se preocupar que isso nao vai mudar nada quem é religioso e quem é ateu fazendo o bem isso que importa. Sei que não tem nada haver com o blog mas é minha opinião pra mim não adianta ficar desrespeitando um ou o outro e se faltei com respeito desculpa e tudo de bom pra todos

    ResponderExcluir
  7. achei legal o comentário do amigo acima, porem quem definiu o que é "fazer o bem"...Se Deus não existe porque respeitar uma conduta áhh pra não ser punido pelas leis dos homens?? De que isso importa se morrermos td não vai acabar mesmo...
    Deus tenha misericórdia da alma de vcs, mais saibam que até mesmo zombando de Jesus como estão, Ele pordoa vcs porém único pecado que não tem perdão é a blasfêmia contra o Espirito Santo...

    ResponderExcluir
  8. Leo
    Ateu

    Se não há perdão para a blasfêmia contra o espírito santo então esse deus não é infinitamente misericordioso.

    "Se Deus não existe porque respeitar uma conduta áhh pra não ser punido pelas leis dos homens?? De que isso importa se morrermos td não vai acabar mesmo..."

    Me parece um tanto egoísta dizer que não importa ser bom porque não tem ninguém vendo e se ninguém vê, não dá para ganhar pontos com um ser superior e ganhar uma vaga no céu.

    Se acha que as leis dos homens não valem nada, imagine alguém fazendo mal a você ou a algum membro de sua família e saindo ileso? Acha melhor não punir o cara porque “as leis dos homens “ não vale nada na sua opinião?

    Pare para pensar sobre as crianças que foram estupradas por algum padre... pensou?
    Então seu deus vai punir o cara no momento certo na hora certa e quando seu deus quiser...?
    Prender o cara por fazer isso e evitar que outras crianças passem por uma situação igual está fora de questão?

    Se fôssemos contar somente com a lei divina seria assim:
    “Senhor, estuprei mais uma criança me perdoa”
    Dai o cara se arrende e no próximo mês:
    “Senhor, fui fraco novamente e cometi outro estupro... perdoa-me”
    Na semana seguinte :
    “Estou envergonhado senhor! Não farei mais”

    Já foram 3 crianças estupras enquanto que, na lei do homem, ele poderia ter sido preso no 1º caso de estupro.

    Creio que as leis, assim como a medicina, tem como objetivo principal mais prevenir (seja o crime ou doença) do que a punir (lei) ou tratar (medicina)
    Tipo: “vou fumar até desenvolver um câncer no pulmão e qualquer coisa, eu faço quimioterapia ou uso um medicamento para isso” ou “ Vou evitar o fumo porque faz mal a minha saúde”
    Qual parece mais racional?
    Entende?

    Pra você, cara tudo o que importa é ir pro céu?
    ou
    Evitar o inferno?

    É por isso que você segue uma religião? Por causa dos Benefícios?

    e

    Fazer o bem ao próximo para que ele fique bem? Prosperem?
    Fazer o bem ao próximo para que, com esse exemplo, ele repita a ação com outra pessoa?
    Transformar o mundo pouco a pouco em um lugar melhor?

    Isso não vale nada?

    O legal e o bonito de ver é alguém fazer uma boa ação sem que ninguém veja. Usar as boas ações como medalhas e exibicionismo é mostrar que se faz o bem para obter vantagens e benefícios.

    Há alguns cristãos sim que fazem o bem por que é o certo a fazer e não para ir para o céu. Esse sim tem o meu respeito e consideração.

    Há outros cristãos que só dizem que segue algo ou vão para a igreja por medo.

    Uma das coisas belas em ser ateu é fazer o bem sem esperar recompensas. Ou talvez a única recompensa seja ver a pessoa alvo da boa ação sair da situação que se encontrava para uma situação melhor. Saber que contribuiu positivamente para a melhoria de vida de outro ser humano. Isso não é gratificante?

    Não dá pra rotular cara... há cristãos e ateus com caráter duvidoso mas também há representantes de ambas as partes que fazem e praticam o bem por que se sentem bem em ver o próximo prosperar, independente se isso vai dar 1 ou 10 pontos na sua “Carteira Espiritual de Bondade”.

    Qual é o princípio que parece mais nobre?
    Fazer o bem porque deus tá vendo ou fazer o bem porque uma pessoa precisa de ajuda e auxílio?

    Evitar passar no sinal vermelho porque um guarda está vendo ou evitar passar no sinal vermelho (mesmo se o guarda existir ou não) para evitar um acidente?

    Pense nisso!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo,foi sensacional seu texto,eu li tudo,parabéns ;) tem o meu respeito por ser mente aberta.um forte abraço.

      Excluir
  9. A típica ignorância, estupidez, imbecilidade, falta de conhecimento, falta de respeito que um ateu tem, antes eu respeitava um ateu, como uma pessoa civilizada, agora eles me trazem desconfiança.

    ResponderExcluir
  10. A típica ignorância, estupidez, imbecilidade, falta de conhecimento, falta de respeito que um ateu tem, antes eu respeitava um ateu, como uma pessoa civilizada, agora eles me trazem desconfiança.

    ResponderExcluir
  11. Ateu que é ateu respeita a crença do próximo e não fica com essas firulas achando o dono da verdade.ninguém é dono da verdade ninguém! Daí vem um ateu que pra mim parece mais um ateu modinha e acha o sabichao, o fodao e esculacha a crença alheia e ainda fala no blog que não precisa aceitar mas respeitar! Olha vc ta longe de ser ateu. Pois ateu quê é ateu respeita o próximo

    ResponderExcluir
  12. QUAL A DIFERENÇA ENTRE O AMIGUINHO IMAGINAIRO (DEUS) E O CHEQUE SEM FUNDO ?
    É QUE O CHEQUE SEM FUNDO UM DIA VOLTA :D !!!


    TOTALMENTE RACIONAL E CONSEQUENTEMENTE ATEU

    ResponderExcluir

Regras de uso:
1) Desde que não tenha palavrões, ofensas ou propagandas, nenhum comentário será apagado;
2) Diga primeiramente qual fé religiosa você professa (ateu, agnóstico, católico, evangélico, budista, judeu, muçulmano, etc) para facilitar a interpretação do seu texto;
3) Tente manter a discussão no nível das ideias. O objetivo é compreender (não necessariamente aceitar);
4) Obrigado por participar!