sábado, 28 de fevereiro de 2015

Meu Top 10 filmes ateístas para ateus, céticos, agnósticos e ateísmo

Os filmes não estão na ordem. Os critérios que usei foram meu gosto pessoal (claro), ter a ver com ateísmo ou crítica a religiões (óbvio) e não ser documentário. Vamos a eles?

10. Planeta dos Macacos (1968)
Por que? Interessante imaginar um mundo com outra espécie predominando e ver que essa espécie também tem seus próprios deuses e religião para cultuar. Pior ainda é comparar como outras espécies ditas inteligentes também podem usar a religião para corromper, conquistar poder ou se perpetuar nele, negando a verdade e indo contra fatos científicos. Crítica a líderes que se baseiam na religião para se perpetuar no poder. Clássico de 1968. A cópia barata dos anos 2000 nem passa perto de qualquer discussão mais filosófica ou crítica nesse sentido.

9. A Tentação (The Ledge) 2011
Por que? Um ateu tentando suicídio e um policial cristão tentando persuadi-lo. Tido como o primeiro filme com um protagonista claramente ateu, tendo a discussão de crença religiosa como debate principal. Ao longo da projeção, vamos entendendo o que levou o protagonista àquele ato, nada desesperando, mas pensado tendo por base uma mulher casada com um crápula fundamentalista cristão. Prova de que crença não define caráter.

8. God On Trial
Por que? Judeus no campo de concentração nazista da Segunda Guerra Mundial discutindo o porquê de deus ter permitido que isso acontecesse. Eles se dividem entre os que culpam Jeová por não ter cumprido suas promessas e os que o defendem. Acabam montando um tribunal fictício apresentando prós e contras de punir ou absolver deus. Muitas discussões filosóficas sobre o deus judeu. Recomendadíssimo! Você acha no YouTube legendado.

7. Porque a bíblia diz que sim
Por que? Não deu pra fugir. Tive que incluir esse documentário na lista. Mostra a intolerância religiosa extremista fundamentalista com que gays são tratados nos Estados Unidos, tendo por base interpretação descontextualizada de trechos da bíblia. Também tem no YouTube legendado.

6. O Nome da Rosa (1986)
Por que? Clássico de 1986 com Sean Connery. Mostra a história de um monge franciscano da Idade Média. Ele e seu estagiário são chamados para resolver o mistério da morte de monges em um mosteiro medieval. Na forma de uma crítica, as violências sexuais, os conflitos no seio dos movimentos heréticos do século XIV, a luta contra a mistificação, o poder, o esvaziamento dos valores pela demagogia, constroem uma reconstituição livre dos fatos históricos da época aos olhos do espectador. Todo o poderio da Igreja Católica por séculos e a exclusividade dessa instituição em transcrever a bíblia numa época pré-imprensa de Gutenberg, copistas com línguas cortadas e por aí vai.

5. Alexandria (2009)
Por que? Esse confesso que ainda não vi. Então aí vai uma breve sinopse: Alexandria ensina astronomia, matemática e filosofia. Seu aluno Orestes está apaixonado por ela, assim como Davus, seu escravo pessoal. À medida que o Cristianismo da cidade, chefiado por Ammonius e Cyril, ganha poder político, as grandes instituições de aprendizagem e administração podem não sobreviver. 20 anos depois, Orestes, o prefeito da cidade, tem uma paz intranquila com os Cristãos, chefiados por Cyril.

4. A Teoria de Tudo (2015)
Por que? Primeiro porque o filme é LINDO! EMOCIONANTE! Segundo porque o protagonista é um dos ateus mais importantes de todos os tempos. Terceiro, a interpretação de Eddie Redmayne para Stephen Hawking (ganhou o Oscar 2015 de melhor ator). Quarto... precisa de quarto?

3. Criação (2009)
Por que? Mais um que está na minha lista pra assistir. Segue sinopse chupada de um lugar qualquer: Charles Darwin tem em torno de 40 anos e leva uma vida pacata em uma vila inglesa. Darwin é devotado à sua família, mas ao mesmo tempo é bastante distante deles. A causa principal é o vazio existente com sua esposa Emma. Darwin apenas se sente bem quando escapa para seu escritório, onde discute o dia com sua filha Annie, de apenas 10 anos. Só que há um problema: Emma está morta, há muitos anos. Darwin conversa, ou acredita conversar, com seu fantasma.


2. The Sunset Limited (2011)
Por que? Outro que ainda não vi. Toma mais uma sinopse chupada de outro lugar: O evangélico e ex-condenado Black salva o professor ateu White, que ia se jogar na frente de um trem do metrô do Harlem, o Sunset Limited. Com os dois no apartamento de Black, que se recusa a deixar White sair, esses dois homens com um passado completamente diferente do outro, se vêm envolvidos num intenso debate sobre o valor das suas existências, discutindo religião, vida e morte.

1. Lord, Save Us From Your Followers (Deus nos livre dos seus seguidores) (2008)
Por que? Outro documentário que tive que incluir na lista, apesar de ser um filme mais na linha "Michal Moore", de humor. Mostra toda a hipocrisia cristã a partir de depoimentos de fiéis que mal sabem ler uma bula de remédio, quanto mais entender a bíblia. Apenas reproduzem discursos vazios de auto-ajuda gospel. Um filme que me faz pensar que deus, se existir, deve ter muita vergonha de seguidores como esses... Tem no YouTube, mas sem legenda.

Em torrent você acha todos esses filmes.

E aí, gostou da lista? Algum filme ficou de fora? Qual gostaria de sugerir?

20 comentários:

  1. Olá, descobrir esse blog a poucos dias, mas já li quase todos os tópicos. Incluindo os comentários (acho a melhor parte...rs)

    Ontem foi anunciado uma descoberta na Etiópia, de parte de uma mandíbula fossilizada - 2,8 milhões de anos e caracteriza-se o mais antigo do gênero Homo.

    http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2015/03/fossil-antecipa-em-400-mil-anos-a-origem-da-especie-humana.html

    Isso lembrou-me uma palestra do Adauto Lourenço que comenta sobre a datação com o carbono 14. Vou deixar o link do vídeo aqui. Se possível veja o todo, mas a explanação sobre datação dos fósseis começa no minuto 38:29.

    https://www.youtube.com/watch?v=ChcSveqwKRk

    Parabéns pelo blog. Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Hey!
    Esqueceu de mim??

    Responda-me lá!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas aproveitando o post para desejar-te um Feliz Sábado e um ótimo fim de Semana!

      Jaa nee! (até mais)

      Excluir
  3. Olá! Eu sou ateia e conheci seu blog recentemente e percebi que temos ideias e conceitos muito parecidos, não só a falta de crença, o que é obvio huahau, mas suas explicações e opiniões sobre alguns assuntos. Enfim, só vim dizer que ganhou mais uma leitora, espero que continue atualizando o blog hehe ^^

    ResponderExcluir
  4. Meu nome é Eduardo, sou ateu.
    Tubo bem ? Estou ajudando a divulgar o curso de Cosmologia do Observatório Nacional do Rio de Janeiro. O curso via EaD, tem inicio hoje!! O link http://www.astroaprendizagem.on.br/daed/ .É um curso para leigos(não necessita nenhum conhecimento prévio). Caso tenham interesse(e tempo) para divulgar também ;) Obrigado.
    OBS.: Nas regras de uso vc diz ''não tenha propaganda'', mas essa é apenas divulgação de conhecimento, ok!?

    ResponderExcluir
  5. Anônimo, Adauto, além de falso biólogo, é também um falso profeta. Enfim, não é nem uma coisa nem outra.
    Felipe, calma que eu vou responder. Você está frenético aqui e ando meio sem tempo esses dias. Espere em deus!
    Fernandinha, valeu demais. Adoro quando ateias lindas curtem o blog e me seguem no Twitter ♥
    Anônimo 2: divulguei o curso no Twitter https://twitter.com/Ateuignorante/status/575035691618471936

    ResponderExcluir
  6. Olá, amigo A. I. de antemão, parabéns pelo blog e a sua atenção em responder os comentários. (espero também ser respondido. rs.)

    Sou Augusto e não sou um religioso, no máximo me entendo como um agnóstico ou deísta, pois gosto de exercitar o livre pensamento e chegar as minhas conclusões de um forma reflexiva racional.

    Gostaria de compartilhar esse vídeo que vi a pouco, onde o autor do livro "Shattered" - Frank Pastore explana sobre o Big Bang e propõe um pensamento: Para entendermos a existência do ser humano tal como é, então foi necessário 4 Big Bangs - o cosmológico, o biológico, o antropológico e o psicológico.

    Fiquei pensativo sobre isso e gostaria de conhecer sua reflexão sobre essa ideia.

    https://www.youtube.com/watch?v=HCXkTQlbLpQ

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ideias erradas:
      - Apenas para fins didáticos o tudo surgiu a partir do nada. Antes de existir a matéria, havia energia. Antes de haver energia, havia quarks. Antes de haver os quarks... e por aí vai...

      - Não houve desenvolvimento gradual? Como não? Quarks se unindo a outros quarks, virando energia, virando matéria, explodindo, átomos pequenos se fundindo e virando átomos maiores... só que foi tudo muito rápido, tamanha a força do big bang.

      - Vida de material morto não. Mas conhece o experimento de Miller e Urey? Sugiro pesquisar. Uma hipótese bem mais plausível do que "deus mágico fez o homem do barro e a mulher da costela, mas o resto da vida ele fez a partir do nada mesmo".

      - a grande diferença de formas de vida está mais que explicada pela teoria da evolução das espécies de Darwin. Sugiro ler "A Magia da Realidade", do Richard Dawkins.

      - como não podemos explicar a diferença do homem pros outros animais?

      - como a evolução começou? Uai, desde sempre!

      - mente de animal mecanicista? Ele está falando da consciência? Quem disse que animais não têm consciência?

      - animais têm livre arbítrio. Quando eu chego em casa, meu cachorro pode escolher se me morde ou me lambe.

      - animais têm introspecção. Às vezes meu cachorro tá meio borocoxô, não quer brincar comigo...

      - senso moral e estético foi evoluindo ao longo do tempo, nenhum "big bang", mas sim pequenos estalos no decorrer da evolução.

      - não só o homo sapiens reúne todas as características que nos fazem humanos. Hominídeos pré-históricos também deixaram sua arte e evolução: Neandertais, Australopitecus, Homo Erectus, etc.

      - como não há evidências de desenvolvimento gradual na consciência humana? Olha o tanto que evoluímos paulatinamente desde os primeiros hominídeos até hoje! Beethoven não surgiu de nenhum big bang criativo. Ele veio a partir de seus antecessores!

      - Enfim, desses 4 "big bangs" que ele tenta empurrar, só o primeiro realmente foi um big bang. O resto foi evoluindo aos poucos.

      - Engraçado é que os argumentos dele não provam a existência de deus. Apenas tentam refutar o big bang e a evolução. Se um deus existe, qual deus é? O judeu? O cristão? O islâmico? O hindú? O budista? O nórdico?

      Excluir
    2. Percebi que ideia que ele propôs para existência de um deus criador, foi o pensamento de:

      - Se somos todos originários de um mesmo ponto, e o ser humano e tão animal quanto todas as demais espécies, então POR QUE e QUANDO tivemos esse "despertar" para trabalharmos no campo da imaginação, da hipótese, da abstração, do inventivo, da criatividade, etc. São características humanas. Já os animais ficam no mecanicismo.

      Cães (e outras espécies) são afetuosos, raivosos, medrosos, contentes, melancólicos, etc. demonstram comportamentos humanos, mas humanos estão além disso.

      Ex.: A história daquele fiel cão que acompanhava seu dono até o metrô e o aguardava voltar à estação e acompanhava o dono de volta pra casa. Fazia isso todos os dias. Até que o dono faleceu no trabalho, não retornou a estação e nunca mais voltou pra casa.

      E o cão continuou por anos morando na estação esperando o regresso do dono que ele viu tomar o metrô pela última vez. O animal movido (talvez) pela fidelidade manteve-se pacientemente na espera de seu dono até a própria morte, mas nos humanos em igual situação, pela capacidade intelectual e uso da razão levantaríamos uma hipótese e consequentemente uma solução.

      Acho que esse é o ponto levantado, e possivelmente baseado no trecho do Gênesis que diz "Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança."

      Concordo que isso não prova a existência de um deus. E posso estar enganado, mas cristão não questionam os deuses de outras crenças, pois acreditam piamente que antigos povos helenos, egípcios, nórdicos, ameríndios, etc. criam em seres mitológicos.

      Já o hinduísmo que parece ser politeísta, mas também definido como monoteísta por causa da crença no deus supremo - Brahma, os cristãos acreditam que esse deus (ou deuses) são... demônios.

      Excluir
    3. Guto, grato pela participação.
      Vamos lá:
      "POR QUE e QUANDO tivemos esse "despertar" para trabalharmos no campo da imaginação?"
      - Não foi um "despertar", um estalo do nada. Foi gradual, como ainda hoje é.
      - A própria necessidade de sobrevivência, aliado à maior elasticidade cerebral em relação aos outros animais, foi evoluindo nossa capacidade de racionalizar e abstrair. Alguns animais também abstraem. Gatos e cachorros brincam com bolas. Chimpanzés participam de jogos. Isso não é abstração?
      - Claro que somos infinitamente melhor que eles nisso, mas cada animal desenvolveu suas próprias características. Águias enxergam melhor que nós. Leopardos correm melhor que nós. Cães cheiram melhor que nós. Morcegos ouvem melhor que nós. Insetos se reproduzem melhor que nós. Porcos têm mais orgasmos que nós no sexo (isso é uma baita vantagem!)

      "São características humanas."
      - São características compartilhadas com outros hominídeos, como Neanderthais, Homo Sapiens, Australopithecus, Homo Erectus, etc...

      "Acho que esse é o ponto levantado, e possivelmente baseado no trecho do Gênesis que diz: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança."
      - Isso é um desejo humano de criar um deus que se assemelhe a ele. Parece óbvio. Se as baratas tivessem evoluído o raciocínio e a abstração, elas acreditariam que o deus-barata às fez à sua imagem e semelhança. No filme "Planeta dos Macacos" isso é bem trabalhado. Lá o deus deles é um macaco. Óbvio!

      "cristão não questionam os deuses de outras crenças, pois acreditam piamente que antigos povos helenos, egípcios, nórdicos, ameríndios, etc. criam em seres mitológicos."
      - Chamar o deus do outro de mito não é questionar? Se eu digo que o seu deus é um mito, estou questionando a divindade desse deus.

      "Já o hinduísmo que parece ser politeísta"
      - Catolicismo também é politeísta. Vários santos que interferem nas coisas.
      - O próprio cristianismo, com o conceito de trindade, é politeísta. 3 em 1.

      "os cristãos acreditam que esse deus (ou deuses) são... demônios."
      - De novo os cristãos questionando a divindade dos deuses dos outros. Pros hindús, Javé é que é o demônio.

      Excluir
    4. Olá A.I.

      Compartilho dessa mesma reflexão que você expões. Meu intuito foi de fomentar essa curta explanações de ideias em cima do vídeo, para servir de elucidação ou até aguçar a curiosidade sobre o assunto daqueles que algum dia encontrem essa postagem.

      E quando eu disse "cristão não questionam deuses de outras crenças..." foi motivado pela suas perguntas: "Se um deus existe, qual deus é? O judeu? O cristão? O islâmico? O hindú? O budista? O nórdico?"

      Eu acho (não tenho certeza) que eles não questionam a veracidade ou autenticidade (faltaram essas palavras, rs.) dos demais deuses pois creem que o único deus verdadeiro é o Judaico Cristão. Os demais deuses ou são mitologias ou manifestações de demônios.

      Grato pela atenção.

      Excluir
  7. Recomendo A invenção da mentira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assisti A Invenção da Mentira semana passada, Caruê.
      Valeu a dica.
      Muito boa a premissa do filme!

      Excluir
  8. Olá, Ateu Ignorante

    Sou Ateu, praticante (brincadeirinha, rsrs...). Parabéns pelo blog, conheci há pouco tempo, e pelo post, ótimas indicações, assisti alguns filmes desta lista e os que não assisti vou procurar assisti-los. Quero deixa aqui através deste comentário mais duas indicações, o primeiro é "Contatos" (1997), inspirado no livro homônimo de Carl Sagan que nos leva a um debate entre Ciência e Religião, o segundo é "O Vento Será Tua Herança" (1960), o filme retrata o famoso caso conhecido como "O Julgamento do Macaco" nos EUA, travando um debate entre Criacionismo e Evolucionismo.

    ResponderExcluir
  9. Sou ateu. Dos filmes listados já assisti alguns! Curto filmes religiosos sobretudo os que tentam mostrar as veredas das historias do cristianismo e que nunca são reconhecidas. Paixão de Cristo recebeu críticas pesadas da sociedade religiosa.

    Enfim, parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  10. Recomendo Religulous, documentário com Bill Maher com momentos hilários, e o épico A Morte Negra, com Sean Bean e Carice Van Hauten. Dois ótimos filmes, a meu ver.




    ResponderExcluir
  11. Achei legal listar filmes... mas não é uma atitude muito inteligente
    fazer uma lista de filmes aos quais você nem assistiu ainda. Sinopse não garante nada sobre o filme, por mais que seja interessante, não significa que será um bom filme pro seus leitores assistirem.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Regras de uso:
1) Desde que não tenha palavrões, ofensas ou propagandas, nenhum comentário será apagado;
2) Diga primeiramente qual fé religiosa você professa (ateu, agnóstico, católico, evangélico, budista, judeu, muçulmano, etc) para facilitar a interpretação do seu texto;
3) Tente manter a discussão no nível das ideias. O objetivo é compreender (não necessariamente aceitar);
4) Obrigado por participar!